Treinamento funcional: os benefícios e quem pode fazer

A ideia por trás do treinamento funcional é que cada exercício deve ser mais natural e transitar para a vida diária. Exercícios de treinamento funcional tendem a ativar mais músculos e, portanto, consomem mais energia.

A atividade se baseia nos movimentos naturais do corpo, como pular, correr, puxar, agachar, girar e empurrar. Por conta da quantidade infinita de exercícios e possibilidades, costuma ser mais motivador que a musculação.

Como complementos, nos treinos funcionais você pode usar itens como elásticos, cordas, bolas e hastes. A ideia é focar no aumento da massa muscular, mas sim aprimorar o condicionamento físico e aumentar a força e a resistência do corpo.

Principais benefícios do treinamento funcional

  • Aumenta a força muscular;
  • Melhora o equilíbrio estático e dinâmico;
  • Desenvolve condicionamento, resistência e agilidade;
  • Desenvolve a percepção dos movimentos;
  • Acelera o metabolismo e queima gordura;
  • Correção da má postura e desequilíbrios musculares;
  • Aumento da estabilidade da região core (saúde da coluna vertebral);
  • Alivia o estresse;
  • Melhora as estruturas afetadas por lesão no processo de reabilitação.

Quem pode praticar treinamento funcional

Essa modalidade continua conquistando cada vez mais adeptos. Pessoas que já praticam ou, ao longo da vida, já praticaram atividades físicas, certamente se adaptarão melhor a este tipo de treinamento. Já pessoas sedentárias podem sentir dificuldades para realizar os exercícios. Em qualquer um dos casos, o correto é passar por uma avaliação com um profissional para saber se está apto para a prática da atividade e o Santé possui professores e profissionais qualificados para lhe auxiliar na escolha dos exercícios e treinamentos ideais para sua idade e tipo físico.