Diferença do Método Five e do Pilates?

São duas atividades diferentes que se complementam. O Método Five acrescenta o relaxamento e a liberação dos músculos ao treinamento físico.

O Pilates é outra parte importante do treinamento físico, focado na melhora do movimento controlado. Essa técnica usa os músculos internos do abdômen, importante para o fortalecimento e a consciência corporal.

Desenvolvido por Lutz Kruger e baseado no princípio do Biokinematik, o Método Five busca com o alongamento e a mobilidade articular trabalhar movimentos contrários à nossa postura habitual, treinando o corpo para exercícios que somos capazes, porém não estamos acostumados.

É importante entender que o Método Five não é um conjunto de aparelhos, e sim um novo conceito para trabalhar o corpo, voltado para a melhora do movimento através do prolongamento das cadeias musculares.

O intuito do método é levar sempre a postura para trás, corrigindo assim a má tendência que temos no nosso dia a dia de forçar a coluna erroneamente. O Método Five age preventivamente, fortalecendo o sistema muscular e aliviando dores no sistema locomotor.


Diferente do Pilates, o Método Five não utiliza a contração do abdômen, mas movimentos naturais de alongamento que melhoram o posicionamento corporal, trabalhando a postura e melhorando as dores. Os exercícios visam ao prolongamento das cadeias musculares, minimizando a tensão abdominal.

O Método Five também é muito bem aplicado na finalização dos treinos, atuando como pilar de força e resistência, por isso faz parte dos treinamentos oferecidos pelo Santé Treinamento Funcional.

Veja aqui alguns casos específicos em que o Método Five auxilia na melhora:

  • Dores nas costas
  • LER (Lesão por Esforço Repetitivo)
  • Disfunções osteo miofasciais
  • Encurtamento de cadeias musculares
  • Fraqueza muscular
  • Hipercifose
  • Hiperlordose
  • Escolioses
  • Hérnias de disco

Marque uma aula e descubra você também os benefícios do Método Five no Santé Unidade Jardim Oceânico ou Unidade Freguesia.